Search
Close this search box.

Ações policiais no Rio Grande do Sul e no Paraná apreendem cargas de contrabando avaliadas em cerca de R$ 18 milhões

Abordagens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Cascavel e em Pantano Grande na manhã dessa quinta-feira resultaram na apreensão de mercadorias contrabandeadas avaliadas em cerca de R$ 18 milhões.

Na ação policial desencadeada em Cascavel, a estimativa é que cerca de dez mil celulares tenham sido apreendidos, com um prejuízo aos criminosos de cerca de R$ 8 milhões.  

As cerca de 100 caixas com os produtos estavam escondidas entre bobinas de tecido TNT, transportadas em um caminhão baú, com placas de Foz do Iguaçu. 

Chegar à apreensão foi bastante trabalhoso, visto que o ilícito estava escondido ao fundo do baú com muitas bobinas à frente. Foi necessário retirar boa parte das 20 mil bobinas para chegar até os produtos contrabandeados.

A ação ocorreu durante abordagem de rotina dos agentes da PRF, na Unidade Operacional localizada na Rodovia BR-277. Divergência na nota fiscal da carga chamou atenção dos policiais rodoviários federais.

O veículo era ocupado pelo motorista, de 51 anos, e a esposa dele, de 47 anos. Eles saíram de Foz do Iguaçu com destino a Curitiba. Os dois foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal e o contrabando à Receita Federal, onde será feita a contabilização exata da quantidade apreendida.

Carga de mercadorias contrabandeadas estava escondida em carregamento de lixo no RS

Agentes da PRF apreenderam um caminhão carregado com produtos importados ilegalmente escondidos embaixo de uma carga de lixo reciclável, também na manhã dessa quinta-feira, 04, durante abordagem realizada na Rodovia BR-290, em Pantano Grande. Nesta ação policial, um homem foi preso.

Após receberem informações sobre um caminhão que poderia estar sendo utilizado para o transporte de ilícitos, os policiais rodoviários federais abordaram o veículo suspeito que transitava sentido Porto Alegre.

O motorista, um paranaense de 37 anos, que não poderia estar dirigindo, pois estava com a carteira de habilitação suspensa, disse que tinha sido pago para transportar uma carga coletada na fronteira com o Uruguai, mas não sabia o que levava nem para quem entregaria.

O caminhão estava aparentemente carregado com latas e garrafas para reciclagem. Ao retirarem as sacolas da parte superior, os agentes da PRF descobriram que o lixo servia para ocultar outra carga. Eram eletrônicos de última geração (Iphones, videogames, drones, equipamentos médicos e outros), medicamentos e suplementos sem registro na Anvisa, bicicletas e outras mercadorias variadas.

Após avaliação preliminar, o valor da carga foi estimado em cerca de R$ 10 milhões. Ela foi apreendida e ficará à disposição da Justiça. O motorista foi preso por contrabando e descaminho, e encaminhado para a delegacia.

Confira abaixo as imagens das ações policiais:

WhatsApp Image 2024-05-29 at 11.33
Operação Aharadak mira grupo criminoso suspeito por furtos e roubos em município gaúcho devastado pelas enchentes
WhatsApp Image 2024-05-29 at 11.33
Mulher é atingida na cabeça por disparo de arma de fogo pelo companheiro em Araranguá
BeFunky-collage (12)
Jovem é hospitalizada após colisão entre automóvel e motoneta na BR-101 em Içara